Referente a Enchentes Rio de Janeiro Brasil.

Grandes inundações no Rio de Janeiro.

 

Set/1.711 uma grandes inundações assolaram a cidade entre um sítio e a Baía de Guanabara  -

São Sebastião do Rio de Janeiro.

 

04/04/1.756 – Um grande temporal, precedido por ventos fortes, atingiu o Rio de Janeiro a partir das 13h. Foram três dias consecutivos de fortes chuvas, que provocaram inundações em toda cidade e desabamentos de casas, fazendo inúmeras vítimas. No dia seis de abril, canoas navegavam do Valongo até a Sé.

 

10/02/1.811 – Inundações, a catástrofe que castigou o Rio de Janeiro entre os dias 10 e 17 de fevereiro de 1811 ficou conhecida como “águas do monte”, em virtude da grande violência com que a enxurrada descia dos morros que cercavam

a cidade. Grande parte do Morro do Castelo desmoronou, provocando o desabamento de muitas casas. Fala-se em muitas vítimas e enormes prejuízos materiais, mas os verdadeiros números são desconhecidos, pois o jornal da época a

Gazeta de Notícias não dava importância a estes acontecimentos, segundo Vieira Fazenda. Tal foi a magnitude deste temporal que o príncipe regente ordenou que as igrejas ficassem abertas para acolher os desabrigados e encomendou estudos sobre as causas da catástrofe. A construção da muralha do Castelo-Fortaleza de São Sebastião foi a solução encontrada para evitar novos desabamentos de casas e mais mortes.

 

17/03/1.906 - Inundações, conhecido como uma das maiores que castigou a cidade. Naquele dia, 165 mm precipitaram em 24 horas. O transbordamento do Canal do Mangue provocou alagamento em quase toda a cidade e houve desmoronamentos com mortes nos morros de Santa Tereza, Santo Antônio e Gamboa.

 

03/04/1.924 - Inundações, fortes chuvas provocaram o transbordamento do Canal do Mangue, inundação em vários bairros, além da Praça da Bandeira, e desabamentos de barracos, com vítimas, no Morro de São Carlos.

 

29/01/1.940 – 112 mm causaram alagamentos em quase toda a cidade e mortes por desabamentos no

bairro de Santo Cristo.

pbandeira1940rj

Praça da Bandeira


06/01/1.942 – Inundação, 05 mortos, foram 132 mm de chuva, com um desabamento que soterrou cinco pessoas no

Morro do Salgueiro.

 

15/01/1.962 – Inundação, 25 mortos, centenas e desabrigados, temporal que totalizou 242 mm e provocou o transbordamento do Canal do Mangue e do Rio Maracanã e deslizamentos em vários pontos.

 

02/01/1.966 – Enchentes e deslizamentos nos Estados da Guanabara e Rio de Janeiro, 250 mortos, 50.000 desabrigados.

 

 

rj1966

 

petropolis120166

Petrópolis (RJ)

 

 

petropolis120166a

Petrópolis (RJ)

 

20/01/1.967 – Deslizamento, Rua General Glicério, Laranjeiras, 200 mortos, 300 feridos, devido as fortes chuvas, uma

casa e dois edifícios foram soterrados entre as ruas Belizário Távora e General Glicério.

 

20/01/1.967 – Enchentes e deslizamentos, nos Estados da Guanabara e Rio de Janeiro, 300 mortos e 25.000 feridos.

 

Fev/1.971 - Revista Veja

 

 

 

03/12/1.982 – Inundação, 6 mortos, causou deslizamentos no Morro Pau da Bandeira, inundando várias ruas com

o transbordamento do Rio Faria-Timbó.

 

20/03/1.983 – Um grande temporal caiu na madrugada de 20 de março de 1983, provocando a desabamento de

casas e a morte de 05 (cinco) pessoas em Santa Teresa, onde a chuva atingiu 189  mm. O transbordamento de rios

e canais em Jacarepaguá deixou mais de 150 desabrigados.

 

24/10/1.983 – Inundação, Rio de Janeiro, 13 mortos, forte temporal, com deslizamento de terra no

Morro do Pavãozinho.

 

26/02/1.987 – Enchente, Petrópolis, Teresópolis e Rio de Janeiro, 292 mortos, 20.000 desabrigados. Em razão destas chuvas que registravam 171 vítimas fatais em Petrópolis e 94 no município do Rio de Janeiro foi decretado nesta o

Estado de Emergência e com o agravamento da situação no dia 22 Estado de Calamidade Pública.

 

01/02/1.988 - Enchente, Petrópolis, Baixada Fluminense, 277 mortos e 2.000 desabrigados.

petropolis1988

Petrópolis (RJ)

 

patropolis1988

Petrópolis (RJ)

 

12/02/1.988 – Deslizamento, Morro Dona Marta, Rio de Janeiro, 6 mortos, 40 feridos e 300 desabrigados, uma tela usada em uma obra de contenção de encosta rompeu-se sob o peso do lixo e da lama, acumulados durante uma semana de

fortes chuvas. A enxurrada destruiu cerca de 30 barracos.

 

19/02/1.988 – Enchente e deslizamento, Rio de Janeiro, 289 mortos, 734 feridos, 18.560 desabrigados,

prejuízos US$ 935 milhões.

rua-jardim-botanico-rj-1988_11-29-2008

 

17/01/1.991 – Enchente, Rio de Janeiro, 25 mortos e 8 feridos.

 

Jan/1.999 - Enchente, Rio de Janeiro e municípios do Vale do Paraíba e região Serrana, 41 mortos, 72 feridos e

180 famílias desabrigadas.

 

Jan/2.000 - Enchente, municípios de Petrópolis, Teresópolis, Casimiro de Abreu e Barra Mansa. 22 mortos, 60 feridos e

133 famílias desabrigadas.

 

Fev/2.003 – Enchente, municípios da Região Serrana, Sul e Norte Fluminense. 36 mortos, 95 feridos e 870 desalojados e

823 desabrigados.

 

 

Fonte: dos dados: Departamento do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro

 

Fonte dos textos: http://www.amliberdade.com.br/iguatuhost/index.php

Imagem Geradas por: http://www.amliberdade.com.br/iguatuhost/index.php